Lar, doce lar: dez dicas para o profissional de home office manter sua saúde ocular em dia.

Após dois anos do início da pandemia e com as restrições de aglomeração sendo cada vez mais abrandadas ou até abolidas em muitas cidades brasileiras, chama atenção uma atividade que, em um primeiro momento pareceu transitória por conta da COVID-19, mas agora é cada vez mais nítida sua solidificação como nova modalidade de trabalho: o chamado home office. Pelas múltiplas vantagens que traz para a empresa e seus colaboradores, o trabalho de casa, seja ele “full-time” ou híbrido, é uma realidade que veio para ficar. Os softwares de reuniões on-line cada vez mais modernos, junto a todas as possibilidades que a tecnologia vem trazendo para se realizar um trabalho com grande eficácia, demonstram que não tem mais como voltarmos atrás. Nossa sociedade já está diferente de como era antes. No entanto, junto com toda essa modernização, surgem novas preocupações que não podemos negligenciar, afinal, a maior pandemia dos nosso século revelou o quão importante é a saúde para cada um de nós. E dentro de um contexto marcado por 8, 10, às vezes 14 horas ou mais em frente a uma tela de computador para trabalhar, não tem como não imaginarmos o quão prejudicial este hábito pode ser para a saúde dos nossos olhos. E além disso, quando descansamos da estressante rotina de trabalho diante das telas, o que fazemos para descansarmos um pouco e relaxar? Pegamos o celular, não é mesmo? E mais tela… 

Diante disso, resolvemos trazer para vocês algumas dicas de como proteger sua visão e até aumentar sua produtividade no trabalho de casa, evitando assim sintomas como cansaço ocular, embaçamento visual, sensação de ressecamento dos olhos, dor de cabeça, e todo um conjunto de sintomas que prejudicam sua qualidade de vida e que estão sabidamente associados com as atividades prolongadas em frente às telas. 

1. Posicione a tela do computador de modo a evitar o chamado glare, isto é, aquele desconforto que pode surgir em decorrência do reflexo de luz sobre a tela. 

2. Mantenha cerca de 1 braço de distância do monitor. Ficar com os olhos muito próximos da tela contribui bastante para o cansaço visual ao final do dia. 

3. Se você usa notebook, incline um pouco a tela e posicione-se de modo que seus olhos olhem ligeiramente para baixo, ao invés de olhar pra frente ou pra cima. Repare que, fazendo isso, suas pálpebras superiores passam a cobrir uma superfície maior dos seus olhos, e isso ajuda a evitar o ressecamento (menor exposição).

Figura 1. Posicione a tela de modo a ficar abaixo do nível dos seus olhos, a aproximadamente 1 braço de distância e de modo a evitar os reflexos que possam gerar ofuscamento ou desconforto (referência:https://www.dnb.de/EN/Professionell/Services/WissenschaftundForschung/DNBLab/dnblab_node.html.)

4. Aumente o tamanho da fonte do texto que está lendo. Esta medida facilita a leitura e previne esforço ocular desnecessário. Dar preferência a telas maiores também pode ajudar. 

5. Lembre-se sempre de piscar. Isso mesmo, apesar de parecer um conselho um tanto quanto óbvio, quando nós estamos focados, concentrados em algum alvo visual (e isso acontece quando prestamos atenção em na tela do computador, quando estudamos, etc.), nós piscamos muito menos do que deveríamos. Como consequência, o filme lacrimal que mantém os olhos hidratados (além de inúmeras outras funções) tende a evaporar, gerando ressecamento ocular. Sabendo dessa informação, pisque voluntariamente sempre que lembrar. 

6. Pratique a regra do 20-20-20: a cada 20 minutos, olhe para uma distância de 20 pés (aproximadamente 6 metros) durante 20 segundos. O 6 é o número chave para a saúde visual. Ou seja, a partir de 6 metros é o considerado “infinito” do ponto de vista óptico. Você não precisa dominar esse assunto de óptica. Basta lembrar que 6 metros é a distância mínima para que seus olhos estejam em seu estado relaxado. Pois bem, guarde sempre esse conceito: quando olhamos para perto, seja uma tela de computador, o celular, o tablet, um livro, ou qualquer outro objeto, nossos olhos estão “trabalhando” para que enxerguemos em foco, com nitidez. Existe, de fato, um músculo dentro do olho que se contrai a medida que olhamos para um alvo próximo, enquanto seu relaxamento se dá ao olharmos para longe (6 metros ou 20 pés em diante). Além disso, para olharmos para perto nós realizamos o movimento binocular chamado convergência, e isso se dá às custas de contração de músculos extraoculares, em outras palavras, de esforço muscular. Portanto, coloque um alarme para te lembrar, a cada 20 minutos, de ficar ao menos 20 segundos olhando para um alvo distante. Se na sua casa tiver uma varanda, aproveite uma bela paisagem para relaxar psicológica e “oftalmologicamente”. Serve também apenas fechar os olhos por 20 segundos.

Figura 2. Lembre-se sempre da regra 20-20-20. (referência: https://free-vectors.net/business/businessman-looks-out-the-window)

7. Utilize com regularidade as chamadas lágrimas artificiais ou colírios lubrificantes. Eles te ajudarão a manter os olhos hidratados por mais tempo, evitando o desconforto ocasionado pelo ressecamento ocular. Cuidado com aqueles “famosos” colírios a base de nafazolina, os quais apesar de trazerem em sua embalagem uma “bela” gota caindo num olho sobre o fundo azul – dando a sensação de olho “super” hidratado –, eles não lubrificam os olhos; ao contrário, apesar de algumas vezes deixarem a superfície ocular mais clara, seu uso crônico pode na verdade ressecar ou irritar o globo ocular. Caso tenha dúvida sobre qual o colírio lubrificante ideal para você, converse diretamente com seu médico oftalmologista.

Figura 3. O uso regular de um bom colírio lubrificante ao longo do seu dia de trabalho pode te ajudar a evitar sensação de ressecamento ocular e consequente desconforto (referência: https://pixahive.com/photo/eye-drop-taking-on-eye/)

8. Utilize um umidificador de ar ambiente dentro do seu escritório, principalmente se você mora em uma cidade de clima seco. 

9. Evite ficar muito próximo ao ventilador ou aparelho de ar condicionado. Aquele “ventinho” naturalmente contribuirá para o ressecamento dos seus olhos. 

10. Mantenha-se em dia com seu exame oftalmológico. Caso sinta dores de cabeça frequentes ao final de longos dias de home office, pode ser que necessite usar óculos. Procure um médico para te auxiliar nessa questão. 

Essas foram algumas dicas que a trouxemos para você. Esperamos que essas informações impactem positivamente sua qualidade de vida e que, ao final dos seus próximos dias de home office, você possa aproveitar seu convívio familiar sem dores de cabeça ou desconforto nos olhos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.