Como a Síndrome do Olho Seco pode atrapalhar no meu trabalho?

Blog Banner Eyecare

Você já sentiu sua vista cansada ou lacrimejando, seu olho vermelho ou irritado ou, até mesmo, a sensação de que sua visão fica embaçada ao longo da sua jornada de trabalho? Esses sintomas acontecem com uma certa regularidade? Você sabia que pode estar sofrendo da síndrome do olho seco?

O que é Síndrome do olho seco?

A síndrome do olho seco é um dos problemas oculares mais comuns que afetam a população em geral. Pode causar sintomas que variam de levemente irritante a completamente debilitante. Em termos conceituais, a síndrome do olho seco é uma condição multifatorial caracterizada por inflamação da superfície ocular e alteração na qualidade e/ou quantidade de lágrima produzida. Se você usa lentes de contato redobre a atenção.

Os sintomas de olho seco são a principal causa de busca por visitas aos oftalmologistas e estima-se que a prevalência desta síndrome na população seja entre 7,4% e 33%. Os sintomas de olho seco podem ser muito variáveis, incluindo irritação ocular, embaçamento visual, vermelhidão, sensação de olho seco ou mesmo lacrimejamento excessivo.


Será que esses sintomas, se não diagnosticados e tratados adequadamente,
geram queda no desempenho durante o trabalho?

Essa foi a questão trazida por um estudo publicado recentemente na revista Ophtalmology, de Giampaolo e colaboradores.

Olho seco e produtividade:

O grupo de Giampaolo Greco e colaboradores (2020) demonstrou que a presença de síndrome do olho seco:

  • aumenta o absenteísmo (soma de ausências dos colaboradores durante o expediente de trabalho),
  • aumenta o presenteísmo (o trabalhador se apresenta a seu posto de trabalho, mas é incapaz de se dedicar completamente às suas tarefas); e
  • piora, de maneira global, o desempenho durante a jornada de trabalho.

O estudo também constatou que, quanto maior a gravidade da doença, quantificada pelo “Ocular Surface Disease Index (OSDI)”, pior é a produtividade do trabalhador da empresa. Além disso, foi demonstrado que a gravidade da doença é um fator que determina um pior rendimento não só em relação aos outros colegas, mas também, ao longo do tempo, com a própria atividade desempenhada pelo colaborador.

Portanto, esses achados são muito relevantes, uma vez que mostram o prejuízo que a síndrome do olho seco pode trazer não só para o paciente, que muitas vezes nem sabe ser portador da síndrome, mas também para as empresas, que acabam apresentando uma queda na produtividade. Uma doença não diagnosticada ou não tratada corretamente representa um maior número de visitas aos oftalmologistas e um maior número de faltas no trabalho.

Como descubro se tenho a síndrome do olho seco?

Para o diagnóstico de olho seco, é imprescindível uma consulta com o médico oftalmologista.

Em alguns casos, o especialista notará sinais claros no exame físico demonstrando a disfunção na produção ou na evaporação do filme lacrimal, permitindo um diagnóstico sem a realização de exames complementares. Entretanto, muitas vezes existe uma discrepância entre os sintomas relatados pelo paciente com os achados no exame físico. O paciente pode apresentar queixas intensas de queimação, lacrimejamento, embaçamento, com um exame físico, muitas vezes, inalterado. Nesse momento, faz-se necessário o uso de ferramentas diagnósticas complementares.

Dependendo do conjunto de sintomas, sinais, história e comorbidade relatados pelos pacientes, pode ser necessário a realização de testes como teste de Shirmer, que avalia a quantidade de lágrima produzida por nosso sistema lacrimal, ou exames de sangue laboratoriais para investigação de doenças sistêmicas que possam justificar a presença de olho seco, entre outros exames.

Banner Beneficio Visão

E como faço para tratar a síndrome do olho seco?

Hoje em dia, existem inúmeros tratamentos efetivos que aliviam a síndrome do olho seco. Em uma época em que, cada vez mais, os trabalhadores passam mais tempo em frente às telas, é muito importante que a quantidade e a qualidade da lágrima produzida pelo nosso organismo estejam adequadas para um bom desempenho no trabalho.

Dentre o arsenal de recursos terapêuticos existentes, podemos citar as lágrimas artificiais – e aqui devemos ressaltar ainda mais o papel do oftalmologista, uma vez que existem inúmeros medicamentos no mercado com agentes vasoconstritores que acentuam os sintomas de olho seco -, gel e pomada lacrimais, compressas quentes, lágrima se soro autólogo, terapia de luz pulsada, prescrição de medicamentos orais, entre outros. De acordo com a causa do olho seco, o tratamento pode ser complexo e exigir um acompanhamento a longo prazo.

De maneira geral, grande parte dos pacientes consegue manter um bom controle da síndrome do olho seco com o tratamento adequado. Isso acarreta diminuição significativa dos sintomas, menor necessidade de consultas ao oftalmologista e maior produtividade no trabalho. Portanto, não só as pessoas, mas também as empresas devem estar atentas a este problema recorrente, buscando a ajuda de especialistas no assunto.

Se você também acha que cuidar dos olhos é importante, assim como nós achamos, você pode contar com a Eyecare Health, oftalmoclinica. Possuímos uma equipe qualificada de oftalmologistas, que podem dar a atenção que os olhos dos seus funcionários merecem, indo diretamente até a sua empresa para prestar esse cuidado.

Converse conosco!