Por que a saude visual pode afetar no trabalho?

Blog Banner Eyecare

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, pelo menos de 2,2 bilhões de pessoas no mundo convivem com alguma deficiência visual para perto ou longe. Em pelo menos 1 bilhão, quase metade dessas pessoas, essa deficiência poderia ter sido evitada se fosse diagnosticada por um oftalmologista ou ainda não foi tratada. Muitas pessoas não visitam o oftalmologista regularmente porque elas não percebem uma necessidade. Isso não significa, entretanto, que elas não possuem problemas oculares.

Ainda sobre esses números, esse 1 bilhão de pessoas inclui problemas visuais moderados a severos devidos a erros refrativos não identificados anteriormente (88.4 milhões), catarata (94 milhões), glaucoma (7,7 milhões), opacidade corneana (4,2 milhões), retinopatia diabética (3,9 milhões), tracoma (2 milhões) assim como baixa visão para perto relacionada à presbiopia (826 milhões).

De acordo com a OMS – Organização Mundial da Saúde, pelo menos de 2,2 bilhões de pessoas no mundo convivem com alguma deficiência visual.

Você tem alguma dúvida que esses problemas promovem impactos tanto pessoais como econômicos?

Pessoas com problemas visuais frequentemente apresentam piores taxas de produtividade e participação no trabalho e maiores taxas de depressão e ansiedade. Um adulto que apresenta, por exemplo, presbiopia, uma condição presente em quase todos adultos a partir dos 40 anos, pode ter dificuldade para ler uma tela de computador a 40 centímetros, um celular, um tablet ou outros objetos a curta distância. De maneira paralela, uma pessoa com miopia não tratada pode ter problemas para enxergar um palestrante numa reunião a certa distância ou queixar-se de dor de cabeça ao ficar forçando os músculos da face para fechar os olhos.

Além disso, pessoas que apresentam catarata, glaucoma, retinopatia diabética ou retinopatia hipertensiva – doenças muito prevalentes na população – podem sofrer de perda visual progressiva, aumentando a dificuldade para realização de suas atividades diárias, como caminhar, fazer compras, trabalhar, entre outros. Em última instância, a perda na qualidade visual acarreta um maior risco de isolamento, quedas e fraturas e perda da capacidade laboral.

Um exame oftalmológico é capaz de detectar problemas como catarata, glaucoma, erros de refração (miopia, hipermetropia, astigmatismo), diabetes, além de mais de outras 30 doenças sistêmicas, incluindo hipertensão, AIDS, colesterol elevado, doenças autoimunes, doenças reumatológicas e, até mesmo, alguns tipos de câncer. Todas essas doenças, se não diagnosticadas e tratadas, podem levar a um dano ocular crônico, causando incapacidade para suas atividades diárias, incluindo as atividades profissionais. E qual a relevância disso?

A disfunção visual também apresenta impactos extremamente relevantes na economia global. Para se ter uma estimativa, o custo de perda de produtividade anual global associado a disfunção visual apenas devido à miopia e presbiopia foram estimados em 244 bilhões de dólares e 25.4 bilhões de dólares, respectivamente. Em um estudo mais recente publicado na revista “The Lancet”, foi percebida uma perda estimada de produtividade, em 2018, devido a problemas visuais por todas as causas, de 410,7 bilhões de dólares, sendo 43,6 bilhões devido a pessoas com cegueira completa e 367.1 bilhões de pessoas com deficiência visual moderada a grave.
Isso é muito dinheiro, não é mesmo? Será que consultas regulares não seriam capazes de prevenir esses números?

Pessoas com problemas visuais frequentemente apresentam piores taxas de produtividade e participação no trabalho e maiores taxas de depressão e ansiedade.

O emprego é um importante determinante de desenvolvimento econômico, inclusão social e bem estar dos indivíduos, lares, comunidades e nação. Ele promove independência financeira, redução da pobreza, saúde física e mental e qualidade de vida. Você já parou pra pensar que todos esses benefícios trazidos pelo trabalho podem ser prejudicados por uma perda de visão crônica? Por isso precisamos falar sobre a importância de um acompanhamento oftalmológico regular!

Ao consultarmos com um oftalmologista, somos capazes de identificar rapidamente problemas com soluções rápidas e que melhoram significativamente as atividades diárias das pessoas. Por exemplo, existem tratamentos altamente seguros e eficazes para erros refrativos (miopia, astigmatismo, hipermetropia) e catarata – as principais causas de perda de visão e cegueira reversíveis.

A simples prescrição de um óculos pode acarretar em um aumento de até 20% na produtividade de um trabalhador, de acordo com um estudo conduzido na Universidade de Alabama, em Birmingham!

Banner Beneficio Visão

Identificar precocemente esses problemas e tratá-los deve ser uma prioridade global para aumentar a participação no trabalho e o ganho de produtividade a nível global. Além disso, para aqueles casos em que a visão não pode ser restaurada, precisamos entender que hoje existem diversos recursos de reabilitação visual disponíveis, adaptando o indivíduo à sua atividade laboral, mantendo-o ativo no mercado de trabalho.

Por último, para darmos um exemplo de como cuidar da saúde ocular aumenta a produtividade, vamos pensar o seguinte:
Se um empregador paga a um trabalhador que monta peças de um produto R$ 125 por dia e esse funcionário consegue montar 100 peças por dia, o custo para o empregador é de R$ 1,25 por peça montada.

Um estudo conduzido na University of Alabama at Birmingham, afirma que a simples prescrição de um óculos pode acarretar em um aumento de até 20% na produtividade de um trabalhador.

Se o uso de um óculos para perto pudesse aumentar a produtividade de produção em apenas cinco por cento (uma estimativa conservadora se levarmos em conta os resultados do estudo da Universidade de Alabama), o trabalhador poderia agora produzir cinco peças adicionais por dia, com um custo diário de R$ 1,19 por peça.

Se você presumir que o trabalhador está no trabalho 250 dias por ano, isso representa uma economia de custo anual de R$ 1.500 para o empregador (por funcionário)!

Se a empresa pagar o custo do exame oftalmológico anual do funcionário (digamos que seja R$ 300), isso representará uma economia de custo líquido anual para a empresa de R$ 1.200 por funcionário do computador. Para uma empresa com 100 funcionários, seria uma economia de R$ 120.000!

Após esses números, fica fácil visualizar a importância que devemos dar para os nossos olhos durante toda a vida! Todos – funcionários e empregadores – têm a ganhar com uma boa revisão oftalmológica anual, garantido uma qualidade de visão adequada. Se você já se deu conta disso, conte conosco! A Eyecare Health é uma clínica de olhos possui as melhores soluções e profissionais qualificados para ajudar você ou seus funcionários a enxergarem melhor! É só nos chamar!

Referência:
American Optometric Association. “Computer Vision Syndrome.” Productivity associated with visual status of computer users. Optometry. January 2004.