Coçar os olhos prejudica a visão?

Sabe aquela coceirinha nos olhos, que a princípio parece um ato inocente e que não irá causar mal nenhum? Pois bem, apesar de parecer um ato inofensivo, é algo extremamente prejudicial a saúde dos seus olhos, e aqui iremos te explicar os motivos pelos quais você não deve coçar seu olhos JAMAIS.

O ato de coçar os olhos de forma constante não é algo normal; se você está sentindo esses sintomas a ponto de te incomodar, você precisa de uma avaliação oftalmológica. A coceira nos olhos pode ter muitas causas, como blefarite, processos alérgicos ou até olho seco, cada qual com suas particularidades que somente o seu oftalmologista saberá reconhecer.

Independente da causa, é importante sabermos que o ato de coçar os olhos por si só lesiona estruturas oculares. Isso acontece pois o olho é uma estrutura muito delicada e minuciosa. Imagine uma “batalha” entre a sua mão e seu pequeno olho…. Quem você acha que ganha? De fato, além de poder transferir bactérias presentes na mão para a superfície ocular e aumentar temporariamente a pressão dentro do olho (pressão intraocular), coçar o olho pode ocasionar pequenos traumas a estruturas superficiais como pálpebras, conjuntiva e córnea, o que ao longo do tempo poderá modificar a conformação dessas estruturas, principalmente a da córnea, levando a uma doença chamada ceratocone, a qual também iremos explanar aqui. Isso pareceu grave para você? Então. O simples ato de “coçar” os olhos pode causar tudo isso.

Sabendo disso, vamos explanar aqui as algumas das consequências negativas do ato de coçar cronicamente os olhos, chamando a atenção também para uma possível causa por detrás desse hábito, muito comum nos dias atuais: o olho seco.

Ceratocone

O ceratocone é um doença que acomete a córnea (“tampinha” transparente do olho), caracterizada pelo afinamento progressivo dessa estrutura, adquirindo um formato “pontudo” semelhante a um cone. Com essa distorção corneana, o paciente tem perda progressiva da visão, já que a córnea é uma estrutura muito importante para o efeito de refração e formação da imagem na retina. Geralmente acomete os dois olhos porém de forma assimetrica (pode começar primeiro em um olho e depois desenvolver no outro).

Certo, já explicamos o que é ceratocone. Mas afinal: por que comentando sobre essa doença no texto sobre coceira ocular? Pois bem, essa doença tem um fator de progressão extremamente importante e adivinhem: esse fator é o ato de coçar os olhos. Isso faz com que a córnea se torne mais elástica e distorcida, piorando progressivamente o quadro.

Em relação ao tratamento, além de introduzir medidas que ajudam a aliviar a sensação de coceira nos olhos como colírios lubrificantes e antialérgicos, a reabilitação visual – isto é, medidas para melhorar a qualidade e quantidade de visão do paciente – pode ser feita através de óculos, lentes de contato rígidas ou, em casos muito avançados, por meio do transplante de córnea. Além disso, pode-se lançar mão do implante de anel intraestromal, procedimento cirúrgico capaz de aplanar a córnea e melhorar a visão do paciente portador da doença. Para evitar a avanço do quadro, o crosslinking é uma ótima opção por tornar a córnea mais resistente.

Ptose palpebral

O movimento de esfregar cronicamente a região dos olhos pode lesionar diretamente nossas pálpebras. Para melhor entendimento: nossas pálpebras contêm um músculo específico cuja principal função é abrir os olhos (denominado músculo levantador da pálpebra superior). Esse músculo pode ser diretamente afetado mediante um longo e não tratado quadro de alergia ocular. E o que acontece então? O paciente pode ficar com aquele aspecto de “pálpebra caída”, o qual chamamos de ptose palpebral. Nesse caso, uma ptose causada pelo estresse mecânico, pelo estiramento gradual e progressivo das fibras musculares e eventual desinserção muscular . A margem da pálpebra superior passa a ficar situada mais para baixo quando comparada ao outro olho.

Olho seco

Essa condição é uma doença crônica caracterizada pela diminuição na produção da lágrima ou deficiência em alguns de seus componentes. Sua causa é multifatorial (isto é, são múltiplos os fatores associados), podendo estar relacionada em alguns casos com doenças sistêmicas como, por exemplo, a Síndrome de Sjogren, além do uso de determinadas medicações. Existem 2 grupos de olho seco: o primeiro é causado pela deficiência na produção aquosa (hiposecretória) e o segundo pelo excesso de evaporação da lagrima.

A sintomatologia dessas condições é semelhante:

  • Desconforto ocular (ardência e queimação)
  • Sensação de corpo estranho
  • Coceira ocular
  • Olho vermelho
  • Lacrimejamento

Na forma evaporativa esses sintomas pioram em situações que aumentam a evaporação lacrimal como ar-condicionado, ventiladores ou situações onde o piscar se torna reduzido como uso de telas (celular e computador) ou leitura prolongada.

O tratamento é baseado no uso de lágrimas artificiais, os famosos colírios lubrificantes. Em alguns casos, a depender da avaliação do seu oftalmologista, podem ser usadas medicações tópicas como anti-inflamatórios não hormonais ou corticoides, ou mesmo fármacos de uso oral como antibióticos e ciclosporinas.

Depois de chegar até aqui, queria saber de você: coçar os olhos prejudica a visão? Espero que imediatamente a resposta na sua mente tenha sido um: SIM! Por isso, se você estiver sentindo esse sintoma, procure seu oftalmologista, pois, como foi explanado por aqui, isso pode estar relacionado a diversas causas e somente uma avaliação oftalmológica irá estabelecer o diagnóstico correto! 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.